Doria quer shoppings nas Estações de Trens

O candidato do PSDB ao Governo do Estado, João Doria, anunciou nesta terça-feira (16) que se for eleito vai lançar edital para transformar as estações de trens no Estado em shoppings e áreas comerciais por meio de Parcerias Público-Privadas (PPPs). Ele quer modernizar as estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

“Neste modelo, Estado e município entram com a propriedade e o setor privado investe nas melhorias necessárias no espaço. Em contrapartida, pode usar a parte superior dos terminais para shoppings, escritórios e outras finalidades”, disse o candidato.

Doria falou ainda que vai investir em velocidade dos trens, acabando com algumas baldeações no Interior.

Hortaliças

Doria disse ainda que irá rever o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de hortaliças a partir de janeiro. Ele falou sobre o tema durante visita a Mogi das Cruzes, no Alto Tietê, região que produz 30% de todo volume de hortaliças que são consumidas no Brasil, além de frutas e flores.

Doria falou, durante visita a produtores, sobre um caso específico que irá alterar já no começo do próximo ano, caso eleito governador. “A alface que é vendida aqui a um preço X, pelo simples fato de estar embalada em um saco plástico que a protege, tem 18% de aumento de ICMS por uma decisão do Governo do Estado de São Paulo. Eu já disse a eles que, assumindo em janeiro, isso acaba. Não faz o menor sentido, é o mesmo pé de alface, a única diferença é que ele está embalado e protegido”, afirmou.

O Governo Doria vai desenvolver ainda mais o agronegócio nesta região, conhecida como cinturão verde, com investimentos por meio da Desenvolve SP. “Nós vamos fazer no Estado de São Paulo o investimento através do BNDES paulista, a Desenvolve SP, porque com mais financiamento mais produtores conseguem ter melhor produtividade e, com mais produtividade, melhor resultado, mais empregos e competitividade no preço do produto final.”

As estradas vicinais serão outra prioridade da gestão a partir do próximo ano. “Vamos melhorar também as condições das estradas vicinais, para permitir que as hortaliças e as frutas sejam conduzidas em condições adequadas e sem desperdício. Sem que os caminhões, por excesso de buracos, percam até 10% desta produção”, afirmou Doria.

Ele detalhou como será feito o investimento nas estradas vicinais. “Fundamentalmente, o financiamento será do Estado, há recursos para isso, de recuperação e asfaltamento das estradas vicinais. Em alguns casos específicos, de estradas vicinais maiores, que estiverem próximas de rodovias concessionadas, e cujas concessões estiverem ao final, isso vai acontecer majoritariamente em 2019 e 2020, as estradas vicinais serão incorporadas no programa de expansão do período de concessão, para que o setor privado, que já explora determinada rodovia, possa fazer também a recuperação asfáltica, sinalização e manutenção dessas estradas vicinais.”