Globo fez debate com candidatos ao governo de SP

A Globo realizou terça-feira, dia 2, em sua sede de São Paulo, o debate entre os candidatos ao governo do estado de São Paulo. Com mediação de César Tralli, o evento contou com a participação de sete candidatos: João Dória (PSDB), Luiz Marinho (PT), Marcelo Cândido (PDT), Márcio França (PSB), Paulo Skaf (MDB), Professora Lisete (PSOL) e Rodrigo Tavares (PRTB).

O debate foi dividido em cinco blocos e terminou à 0h50. O posicionamento dos candidatos no estúdio foi definido por sorteio. Da esquerda para a direita, estavam Paulo Skaf (MDB), Professora Lisete (PSOL), João Dória (PSDB), Márcio França (PSB), Marcelo Cândido (PDT), Rodrigo Tavares (PRTB) e Luiz Marinho (PT).

Antes de abrir o espaço para perguntas entre os candidatos, César Tralli explicou as regras do debate ao público. O primeiro e o terceiro blocos tiveram temas livres; o segundo e o quarto blocos tiveram temas determinados; no quinto bloco, os candidatos fizeram suas considerações finais. Os candidatos tiveram 30 segundos para perguntas, um minuto e meio para respostas, um minuto para réplica e um minuto para a tréplica.

No primeiro bloco, de tema livre, Rodrigo Tavares perguntou a Dória sobre saúde. Em seguida, Marcelo Cândido fez uma pergunta sobre segurança pública para Márcio França. Na sequência, Professora Lisete perguntou a Paulo Skaf sobre o governo do MDB no Rio de Janeiro e no Brasil. Em seguida, foi a vez de Marcelo Cândido questionar Márcio França sobre habitação. João Dória perguntou sobre segurança para Rodrigo Tavares; e Paulo Skaf, sobre segurança pública e crime organizado para Luiz Marinho. Marinho, por sua vez, questionou Professora Lisete sobre o governo do estado de São Paulo nos últimos anos.

No segundo bloco, César Tralli sorteou o tema “emprego e trabalho” para Luiz Marinho fazer sua pergunta ao candidato João Dória. “Moradia” foi o assunto sorteado para Professora Lisete questionar Márcio França. João Dória escolheu o candidato Paulo Skaf para responder sobre “saneamento básico”. O sorteio definiu o tema “funcionalismo público” para Skaf formular sua pergunta a Marcelo Cândido, que recebeu o tema “meio ambiente” e questionou Luiz Marinho sobre o assunto. Márcio França perguntou sobre “combate ao crime organizado” para Rodrigo Tavares. Para fechar o bloco, Rodrigo Tavares perguntou sobre “corrupção”para a Professora Lisete.

O terceiro bloco, novamente de temas livres, teve início com a pergunta de Paulo Skaf para Rodrigo Tavares sobre educação. Márcio França escolheu o tema creches para questionar Paulo Skaf. Marcelo Cândido perguntou a Skaf sobre o governo do PSDB em São Paulo. Professora Lisete escolheu João Dória para responder sobre questões trabalhistas. João Dória questionou Rodrigo Tavares sobre saúde. Luiz Marinho perguntou sobre políticas para emprego a Marcelo Cândido; e Rodrigo Tavares, sobre drogas a João Dória, finalizando o bloco.

No quarto bloco, César Tralli voltou a sortear os temas a serem abordados. Paulo Skaf escolheu o candidato Rodrigo Tavares para responder sobre “contas públicas”. Em seguida, o tema sorteado para Márcio França foi “segurança pública” e João Dória foi escolhido para responder. Rodrigo Tavares perguntou a Luiz Marinho sobre “educação”. “Saúde” foi o assunto de Professora Lisete para questionar João Dória, que perguntou sobre “educação e universidades” para Rodrigo Tavares. Luiz Marinho questionou Marcelo Cândido sobre “estradas”. Marcelo Cândido questionou Luiz Marinho sobre “privatizações” e encerrou a sessão de questões.

No quinto bloco, cada candidato pôde fazer suas considerações finais. Em ordem definida por sorteio, Professora Lisete foi a primeira, seguida de João Dória, Rodrigo Tavares, Paulo Skaf, Marcelo Cândido, Márcio França e Luiz Marinho.