UPA do Varjão vai gerar 132 empregos em Jundiaí

O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP) expande sua atuação e estará à frente de mais uma unidade de saúde, desta vez em Jundiaí, São Paulo. Assinatura do contrato entre a organização e o governo municipal aconteceu na quinta-feira, 20 de setembro. O Grupo GAMP assume a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA Vetor Oeste), que funciona 24 horas e é referência para aproximadamente 140 mil habitantes.

O projeto prevê repasse mensal da prefeitura à organização no valor de R$ 1.242.696,71, sendo que o valor para implantação é de R$ 448.631,44O. Já o valor global do contrato, contemplando o período de 60 meses, mais valor de implantação é de R$ 75.026.814,04. Para a complementação do serviço serão contratados 132 colaboradores mediante processo seletivo.

“Iniciaremos as atividades com um diferencial que é o acolhimento humanizado, disponibilizando um profissional na sala de espera da recepção da UPA, denominado Agente de Humanização ou “Posso Ajudar”. Esse profissional será capacitado para orientar os fluxos por complexidade assistencial e acolher os usuários de forma humanizada, encaminhando para a abertura da ficha de atendimento”, explica o diretor de Operações do Grupo GAMP, Eduardo Gonçalves.

O diretor ressalta ainda que será implantado o sistema de classificação de risco à todos os pacientes que procurarem o serviços da UPA. “Todos os pacientes passarão por uma triagem, realizada pela equipe de Enfermagem, para que os atendimentos médicos aconteçam de acordo com a prioridade e a complexidade clínica, utilizando como ferramenta o Protocolo de Classificação de Risco Manchester”, adianta Eduardo.

O Grupo GAMP fornecerá à UPA Vetor Oeste procedimentos de baixa complexidade com ênfase no atendimento de urgência e emergência em Pediatria, Clínica Médica e Ortopedia. “Dentre as ações e procedimentos realizados teremos: consultas médicas de urgência e emergência, consultas de enfermagem, curativos de urgência, aferição de sinais vitais, coleta de exames laboratoriais, realização de exames de diagnóstico por imagem (RX e USG), eletrocardiograma, passagem e retirada de sondas, suturas, retirada de pontos e Vigilância em Saúde (Notificação de Doenças Compulsórias)”, destaca Eduardo.

A unidade atende casos de complexidade intermediária, compondo uma rede organizada em conjunto com a Atenção Básica de Saúde e a Rede Hospitalar, recebendo pacientes por demanda espontânea e referenciada. A rede de Atenção Básica de Saúde compreende oito unidades, sendo elas: UBS Eloy Chaves, UBS Fazenda Grande, UBS Guanabara, UBS Novo Horizonte, UBS Retiro,UBS Sarapiranga, UBS Traviú e UBS Tulipas.

Clínica da Família no mesmo local da UPA

O Imovél onde funcionará a UPA abrigará também a Clínica da Família Novo Horizonte. “Ambas funcionarão em áreas distintas dentro da mesma estrutura predial e terão algumas áreas de uso compartilhada, como salas de inalação, salas de aplicação de medicamentos e hidratação, sala de reuniões, vestiários, refeitório, armazenamentos e gerenciamento de resíduos sólidos, expurgo e esterilização de instrumentais”, detalha o diretor de Operações.

GRUPO GAMP

O Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP) atua desde 2006 com gestão de saúde, prestando serviços junto a governos municipais e estaduais. A organização se destaca pela gestão transparente e pela capacidade de administração de unidades de saúde e recursos públicos com responsabilidade. Com sede na capital paulista, atualmente está presente no interior de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul.