Gabinete de Leitura traz retratos de casamentos do início do século XX

Sorrisos quase inexistentes, poses tradicionais, vestidos elaborados: a exposição “Vestida de Noiva”, com curadoria de João Borin, leva ao Gabinete de Leitura Ruy Barbosa um cenário romântico, porém muito diferente do que vemos hoje, com sua coletânea de retratos de casamentos, tiradas em estúdios fotográficos em Jundiaí, num período que vai de 1918 à década de 1960. Os retratos contribuem para a preservação iconográfica do cotidiano da população neste período, não deixando de mostrar o trabalho dos fotógrafos estrangeiros radicados na cidade e seus descendentes. Nos estúdios de Carlos Montmann, Alexandre Janczur, João Janczur, Joaquim Gelli, Braz Piva, Mister e outros, as imagens mostram a diversidade de informações sobre moda, cultura e hábitos, tornando-se um verdadeiro patrimônio imaterial importante para ser visto e preservado.

Retratos – Na cenografia eram usados painéis de panos de fundo e cortinas. Acessórios também eram aproveitados para compor a imagem e podiam incluir cadeiras, vasos com flores, mesinhas e algumas almofadas. O retrato de casamento é a representação da cerimônia de união, com destaque para a noiva de vestido e véu branco. Os registros trazem fisionomias sérias e contidas; poucos mostram sorrisos. Entre as tradicionais famílias jundiaienses retratadas estão Agnolon, Thomazi, Mingotti e Balzaneli, entre outras.

SERVIÇO
“Vestida de Noiva” – exposição de fotos no Gabinete de Leitura Ruy Barbosa – Rua Cândido Rodrigues, 301, Centro, Jundiaí
Até 30 de setembro
Entrada franca