Delegação chinesa conhece planejamento urbano de Jundiaí

Uma delegação de representantes de cidades e províncias chinesas esteve, na tarde desta quarta-feira (12), no Paço Municipal, para conhecer a Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA) e detalhes sobre o Município. Originários da Região de Henan, quinta maior produtora de minérios da China, os representantes do governo chinês reuniram-se com o gestor da UGPUMA, Sinésio Scarabello, para tirar dúvidas sobre zoneamento e proteção ambiental.

“Na região, Jundiaí foi o Município pioneiro na elaboração de um Plano Diretor, cuja legislação passa por revisão. Temos a Serra do Japi, que é o grande remanescente de Mata Atlântica, além da zona rural e de proteção de manancial do Rio Jundiaí Mirim. Os gestores estavam interessados em conhecer como legislamos sobre o meio ambiente e os processos para uso mineral, já que o território deles é rico nessa produção extrativista”, detalhou.

De acordo com o diretor da província de Henen, Yang Shihai, Jundiaí tem um planejamento importante e rigoroso com relação aos cuidados ambientais. O gestor ainda explicou que existem grandes diferenças entre a região chinesa e Jundiaí. Enquanto Jundiaí tem 430 km² e cerca de 414 mil habitantes, a região de Henan tem 160 mil km² e mais de 100 milhões de habitantes.

O encontro foi organizado pela Associação de Intercâmbio Econômico e Cultural Brasil – China e contou com a presença, além de Shihai, de Xu Li (diretor de recursos Geológicos e Museu), Huang Tirong (diretor de terras e recursos do município de Xinyang), Niu Shoujun (diretor de terras e recursos do município de Xinxiang) e Zheng Shijie (diretor de terras e recursos de Pingdingshan).