Impostômetro atinge R$ 1,5 trilhão nesta quinta-feira

O Impostômetro da Associação Comercial de Jundiaí registra a marca de R$ 1,5 trilhão nesta quinta-feira (23), às 11h40. O montante representa o total de impostos, taxas e contribuições que a população brasileira já pagou desde o primeiro dia do ano. No ano passado, esse mesmo valor foi atingido 22 depois, ou seja, dia 14/9/2017.

Em Jundiaí, de 1 de janeiro até agora já foram arrecadados R$ 445.789 milhões, 9% a mais do valor arrecadado no mesmo período, em 2017.

Apesar de arrecadação pública ter aumentado de um ano para outro, esse dinheiro (R$ 1,5 trilhão) ainda não é suficiente para sanar as contas públicas. “Mesmo com tanto dinheiro, o governo ainda precisa de mais de R$ 100 bilhões para sanear o orçamento, porque os recursos são mal geridos”, afirma o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

Ele alerta que os candidatos nas eleições de 2018 pouco ― ou nada ― têm falado sobre isso. “Os eleitores precisam ficar atentos para não se iludirem com promessas mirabolantes, porque não haverá dinheiro para tudo o que os candidatos dizem que querem fazer.”

O presidente da Associação Comercial de Jundiaí (ACE Jundiaí), Elton Monteiro, concorda com Aleancar e reforça a importância da população estar consciente da alta carga tributária destinada aos cofres da União, dos estados e dos municípios brasileiros. “Nós, empresários, sabemos o quanto pagamos de impostos mas é importante que a população tenha consciência do quanto ela também paga. Por isso instalamos o impostômetro. Acreditamos que a conscientização é o primeiro passo para cobrarmos de nossos representantes a boa aplicação deste valor arrecadado.”

Com o montante de R$ 1,5 trilhão daria para comprar 1.524.319 unidades do carro Porsche Panamera 4.8, ou então, 9.202.198 carros Honda Accord Sedan EX 3.5. Se aplicado na poupança, esse dinheiro renderia de juros R$ 289.521.138 por dia.

O painel do Impostômetro está instalado na fachada da sede da ACE Jundiaí (rua Rangel Pestana, 533) desde julho.