5º DP de Jundiaí apreende 84 celulares

Os policiais civis do 5º Distrito de Jundiaí apreenderam 84 aparelhos de telefones celulares que estavam na casa de um analista de sistemas na rua Oito,  no Jardim Novo Horizonte. O dono do imóvel, Luciano Tardelli Salmazio, de 37 anos, recebia telefones roubados e quando havia queixa com registro na Anatel pelo número de IMEI, ele desmontava para aproveitar as peças. Quando não havia queixa, formatava e revendia.

Os policiais chefiados pelo delegado Osvaldo Roberto Cândido estavam há algum tempo monitorando o suspeito, após algumas denúncias da venda de aparelhos roubados.

Logo pela manhã o investigador-chefe, Roberto, mobilizou a equipe com Fábio, Tiago, Cido, Nildo e Roberta para a operação.

Luciano foi abordado quando saída de casa junto com a esposa e a filha de 3 anos. Na revista no interior da residência foram localizados os 84 aparelhos. Pela consulta do número de IMEI em apenas dois aparelhos constavam queixas de roubos, com registros de boletins de ocorrência sendo um na área do 3º Distrito Policial e o outro no do 4º distrito.

Agora os policiais civis vão conferir os números de IMEIs de todos os demais aparelhos, para saber a procedência.

Por ser um crime inafiançável, o analista de sistemas foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista e terá de aguardar decisão da Justiça.

O delegado Osvaldo Roberto Cândido qualificou os crimes como graves, autuando Luciano por receptação qualificada, por receber e ter em depósito, no exercício da atividade comercial e coisa que deve saber ser produto de crime.

A Justiça de Jundiaí deve levar em consideração essa última parte da denúncia, uma vez que o analista de sistemas “servia” aos bandidos a adulteração de aparelhos roubados.

Os policiais do 5º Distrito pedem para a população, sempre que tiver telefone celular furtado ou roubado, para fazer boletim de ocorrência com o número de IMEI. Assim fica mais fácil localizar o dono em apreensões do gênero.

Foi graças ao número de IMEI de um celular que a Polícia Militar descobriu o autor de um latrocínio ocorrido em Atibaia. O assassino estava morando no Jardim Novo Horizonte e usava o telefone celular da vítima.