UBSs abrem no sábado (18) para Campanha contra Pólio e Sarampo

Para imunizar 19 mil crianças entre 1 a 4 anos contra Poliomielite e Sarampo, a Vigilância Epidemiológica (VE), da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), está em plena campanha de vacinação contra as doenças. Neste sábado (18), todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) – exceto os Postos de Saúde da Família Vila Esperança e Vila Ana – abrirão para a imunização exclusiva para esse público, das 8h às 17h, pelo ‘Dia D’ da campanha. Todas as crianças com idades entre um ano e quatro anos devem ser vacinadas, mesmo que estejam com a carteira vacinal em dia. A campanha é nacional, e a determinação para a imunização, por parte do Ministério da Saúde, tem por objetivo conter os vírus, que após anos sem registro, voltam a ocorrer em vários pontos do mundo, inclusive no Brasil.

De acordo com balanço da Campanha de Vacinação, realizado pela VE, até terça-feira (14), haviam sido aplicadas 7 mil doses contra Pólio (36,63%), e 6.917 contra Sarampo (36,19%). “A vacinação é a melhor forma de prevenção da doença, por isso, todas as crianças na faixa etária de 1 a 4 serão vacinadas, independente de já terem recebido a dose ou não”, comenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica (VE), Maria do Carmo Possidente. Para ampliar a adesão, várias ações de divulgação com o apoio dos personagens Zé Gotinha e Maria Gotinha são realizadas nas escolas públicas e privadas, estabelecimentos comerciais e parques.

Dados

A vacinação contra o sarampo é realizada diariamente, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), durante o horário de atendimento. Jundiaí tem cobertura vacinal da tríplice viral – destinada para Sarampo-Caxumba-Rubéola (SRC) – registrada até maio de 2018, de 88% da população de um ano. No ano de 2017, a cobertura foi de 86,25%. A SRC demanda duas doses para a imunização (12 meses e 15 meses).

A campanha terá continuidade até o dia 31 de agosto, de segunda a sexta-feira, durante o horário de funcionamento das UBSs, com vacinação também para pessoas com até 58 anos que não tenham sido imunizadas contra o sarampo.