Defensores querem melhores acomodações para presos

A Defensoria Pública de Jundiaí quer melhores condições de acomodação para os presos e adolescentes infratores levados para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

A Defensoria diz que se não forem tomadas medidas irá pedir a interdição do local. Como é o único centro na região, os presos ficariam sem ter para onde ir. Mas não podem ficar em uma cadeia “desumana”.

Os protestos da Defensoria foram publicados no final de semana pelo “Jornal de Jundiaí”.

Outro lado

A Polícia Civil, que administra o Centro de Triagem, informa que substituí colchões e materiais constantemente, inclusive com a pintura das paredes. Mas na mesma semana os presos destróem.

Um policial civil que atua na região comentou que quem conhece o sistema carcerário sabe que os presos destróem tudo mesmo. O Estado gasta muito com os serviços de “hotelaria”, mas não adianta colocar novo que será destruído em poucos dias.

O caso será apurado pela Delegacia Seccional e pela Justiça.

A última reforma das celas ocorreu em abril