Jundiaí se enquadra na categoria Rumo à Universalização em ranking da ABES

Saneamento é um direito básico garantido pela Constituição Federal. E para avaliar a situação do setor em relação à universalização no Brasil, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) apresentou o Ranking ABES da Universalização do Saneamento. Jundiaí, no interior de São Paulo, está entre as 12 cidades do Brasil que atingiram melhor pontuação no ranking Rumo à Universalização.

O total de 495,60 pontos levou o município à sexta posição na classificação geral. Para o diretor da Companhia Saneamento de Jundiaí, Luiz Pannuti, esse destaque é importante para avaliar todo o processo realizado na cidade. “Apenas 6% dos municípios atingiram essa pontuação que enquadrou Jundiaí na categoria Rumo à Universalização. Isso mostra o quanto estamos avançando e desenvolvendo um bom trabalho”.

Por meio de indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e coleta e destinação de resíduos sólidos, o ranking avalia as condições do saneamento em relação à universalização nas cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

No ranking, 18% estão em Compromisso com a Universalização e 76% dos municípios na categoria Primeiros Passos para a Universalização. “O que realizamos aqui em Jundiaí tratando 100% do esgoto e devolvendo a água ao Rio Jundiaí é um esforço contínuo e diário da CSJ em parceria com a DAE e a Prefeitura de Jundiaí”, reforça Pannuti.

Sobre CSJ
Fundada em 1996, a Cia Saneamento de Jundiaí (CSJ) construiu a Estação de Tratamento de Esgotos de Jundiaí (ETEJ), com o objetivo de tratar todo o esgoto de Jundiaí. A meta foi atingida e hoje todo o esgoto coletado pela DAE S/A recebe tratamento e destinação adequados, garantindo um saneamento de qualidade e respeitando o meio ambiente. Além disso, o lodo produzido no processo é reciclado e beneficia a agricultura, sendo usado em culturas que não são de consumo direto da população.

A CSJ foi contratada em uma concorrência pública pela menor tarifa e passou a tratar o esgoto doméstico e industrial da cidade de Jundiaí, procurando sempre aprimorar sua operação, além de desenvolver projetos sociais de profissionalização, educação e conscientização.