Apesar de cobertura vacinal, Vinhedo reforça ações contra o Sarampo

Apesar do alto índice de cobertura vacinal e de não registrar casos de Sarampo desde 2001, a Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Saúde, está atenta ao retorno dos casos positivos em diversas cidades brasileiras e intensificou as ações para manter o município livre da doença.

”O Sarampo era considerado uma doença erradicada no Brasil desde 2016, porém, a situação mudou e algumas regiões já registram surtos da doença. Todo cuidado é pouco. Reforçamos o pedido aos pais para que confiram a carteira de vacinação dos seus filhos para que possam estar protegidos dessa doença”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

A Secretaria de Saúde reforçou a divulgação entre suas equipes e também aos serviços privados do protocolo do manejo de casos suspeitos e ênfase à importância da vacinação, conforme Calendário Nacional para cada idade.

Também estão sendo promovidos treinamentos rápidos sobre Sarampo com as equipes de cada Sala de Vacinação, incluindo enfermeiros e chefias de UBS, sobre a importância de aprimorar a rotina da busca ativa das crianças faltosas e aproveitamento da oportunidade de vacinação contra a doença aos usuários que chegam ao serviço de saúde, de forma a estender a equipe multiprofissional.

Foi promovida reunião com as enfermeiras chefes das UBSs sobre a importância do conhecimento das equipes das salas de vacina sobre a indicação, a contraindicações reais e as falsas contraindicações, com fator que interfere na cobertura vacinal.

Diariamente, na rotina do atendimento do Centro de Orientação ao Viajante (emissão das Carteira Internacional de Vacina e Profilaxia – CIVP – Febre Amarela), a Secretaria de Saúde faz a leitura a da carteira de vacina dos viajantes e enfatiza a importância da atualização da situação vacinal para as demais vacinas, com ênfase ao Sarampo.

Em parceria com a Secretaria de Educação, anualmente, no ato da matrícula e rematrícula na Educação Infantil, é feita a conferência da situação vacinal das crianças para verificar se há necessidade de atualização.

A cobertura vacinal em Vinhedo, no caso da imunização para Sarampo-Caxumba-Rubéola, feita ao 12 meses, em 2018 (janeiro a junho), está em 87%, sendo que a meta proposta pelo Ministério da Saúde é de 95%.

Quem deve tomar a vacina
Conforme o Calendário Nacional de Vacina do Programa Nacional de Imunizações de 2017, a vacina contra o Sarampo está indicada para: crianças ( 1ª dose aos 12 meses e 2ª dose aos 15 meses); até 29 anos (a pessoa deve ter 2 doses registradas, com intervalo de 30 dias entre elas; pessoa nascida após 1960 (deve ter no mínimo registrada uma dose); mulheres no puerpério (quando não tiver registro de dose contra o sarampo); e profissional de Saúde (independente da idade – deve ter duas doses de vacina contra o Sarampo com 30 dias de intervalo entre elas.

Considerando a complexidade do Calendário Nacional, a Secretaria de Saúde orienta que as pessoas que precisarem saber sobre a necessidade de receber a vacina contra o Sarampo que compareçam à UBS mais próxima.

A vacinação contra o Sarampo ocorre de segunda a sexta-feira (dias úteis), das 9h às 16h, nas UBSs Vila Planalto, Três Irmãos, Vila João XXIII, Casa Verde, Von Zuben, no Centro Médico do Jardim São Matheus e na Policlínica da Capela.