Jundiaí está entre as dez melhores cidades do País em ranking de saneamento

Entre as cidades com mais de 300 mil habitantes, Jundiaí está entre as dez primeiras do País consideradas referência em saneamento: pelo segundo ano consecutivo, o município é destaque no Ranking da Universalização do Saneamento, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES).

O novo estudo considera 100% do território nacional, contemplando todos os municípios brasileiros que forneceram dados ao SNIS1 (Sistema Nacional de Informações de Saneamento), somando um total de duas mil cidades. No Estado de São Paulo, também considerando cidades com mais de 300 mil habitantes, Jundiaí aparece na sétima posição.

“A DAE tem desenvolvido um trabalho, ao longo dos anos, que permite a Jundiaí ter uma situação confortável no que se refere ao abastecimento. Mesmo em períodos de estiagem e crise hídrica, nossa cidade passou ilesa, garantindo água para toda a população. A equipe técnica da DAE está sempre em busca de novas tecnologias, desde a captação ao tratamento da água e do esgoto”, afirma o diretor presidente da empresa, Eduardo Santos Palhares.

O Ranking ABES da Universalização é um instrumento de avaliação do setor no Brasil, que apresenta o percentual da população das cidades brasileiras com acesso aos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e o quanto desses resíduos recebem destinação adequada.

Reconhecimento
Em outubro de 2017, no primeiro ranking divulgado pela entidade, Jundiaí ficou em 6º lugar na classificação geral, no Brasil, integrando o seleto grupo de 14 municípios enquadrados na primeira categoria (“Rumo à Universalização”).

Na época, o estudo considerou apenas 231 dos 304 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, dos quais somente 6% se enquadravam nesta categoria. A boa posição de Jundiaí levou a cidade a receber um prêmio, em cerimônia realizada em fevereiro deste ano, em São Paulo.