Bancários fazem mobilização contra demissões

Os bancários de Jundiaí aprovaram na noite de terça-feira (12) a pauta de reivindicações para os bancos. Dentre elas a suspensão das demissões e reposição das perdas salariais. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, nos últimos anos os patrões mandaram embora 40 mil trabalhadores, piorando o atendimento presencial nas agências para os clientes. Em contrapartida os banqueiros faturaram R$ 20 bilhões no primeiro trimestre de 2018, o que representa crescimento de 20%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Os bancários de Jundiaí aprovaram a pauta da Campanha Nacional dos Bancários 2018, por unanimidade durante assembleia extraordinária realizada na sede do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região, e marca o início de um novo enfrentamento da categoria diante da recente Reforma Trabalhista.

Entre as principais propostas a serem encaminhadas à Fenaban nesta quarta-feira (13) estão a reivindicação de aumento real dos salários em 5%, manutenção dos empregos, proibição das demissões em massa e a defesa da Convenção Coletiva.

“Nosso maior desafio nesse momento é a manutenção dos direitos históricos que fazem parte da Convenção Coletiva, a exemplo dos tickets alimentação e refeição, cláusulas de saúde, piso salarial e a PLR. Além disso, é primordial a manutenção da mesa única de negociação com bancos públicos e privados e a defesa dos bancos públicos”, informa Douglas Yamagata, presidente do Sindicato de Jundiaí e região.