Mulher presa por matar o marido

A operadora de loja Silvana Rodrigues Oliva, de 46 anos, foi presa em flagrante pela Polícia de Campo Limpo Paulista, após matar o marido Jesuíno Aparecido Marcelli, de 56 anos.

De acordo com depoimento da mulher ao delegado plantonista Antônio Seleguin Júnior, ela estava na cozinha preparando a carne para o jantar, quando o companheiro passou a discutir com ela, por ciúmes do ex-marido. Em determinado momento Jesuíno puxou os seus cabelos e para se defender desferiu um golpe de faca que acertou a artéria da perna.

A mulher ligou para o telefone 190 e comunicou o fato, sendo deslocada uma viatura até a avenida Presidente Washington Luís, no Jardim Paulista.

A mulher contou inicialmente, aos policiais militares, outra versão. Ela disse que chegou do trabalho e encontrou o marido caído, cheio de sangue. Foi acionado o salvamento para a vítima, que veio a óbito.

Silvana entrou em contradição em depoimento aos soldados da PM e disse que o atendente do 190 disse que era para ela esconder a faca. Ela disse que estava no quintal e depois guardada em uma caixa no quarto.

Uma testemunha contou aos policiais que deixou a residência quando o casal passou a brigar e “quebrar tudo” e não viu mais nada. As brigas do casal eram constantes, porém a acusada não tem antecedentes criminais.

Silvana foi encaminhada para a Cadeia Feminina da cidade de Itupeva sendo presa em flagrante por homicídio.