Começa a faltar comida nos supermercados

Donos de restaurantes e de supermercados começaram a ficar preocupados nesta quinta-feira (24) com desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros. Em vários estabelecimentos não estão sendo feitas as entregas de encomendas. A dona de um restaurante disse ao “Jornal da Região” que teve de alterar o cardápio da semana, porque não há previsão de entregas futuras de carnes e legumes.

A Associação Paulista de Supermercados (APAS) informou ao “Jornal da Região” que as paralisações dos caminhoneiros autônomos já causam desabastecimento nos supermercados da região de Jundiaí, em especial itens de FLV (Frutas, Legumes e Verduras), que são perecíveis e de abastecimento diário.

Carnes e produtos industrializados que levam proteínas no processo de fabricação já estão com as entregas comprometidas pelos atrasos no reabastecimento, a partir de hoje.

A entidade espera resoluções imediatas para que a população não sofra com a falta de produtos de necessidade básica.

Vários donos de supermercados da região foram procurados, mas todos estavam em reunião, buscando alternativas para atender os clientes.

A greve dos caminhoneiros é por tempo indeterminado contra os aumentos dos combustíveis pelo Governo Federal.