Líder de “Pirâmide Financeira” está preso

O ex-instalador de portões eletrônicos de Itabuna, na Bahia, Danilo Santana Gouveira, de 34 anos, está preso nos Emirados Árabes, por determinação do juiz da 1ª Vara Criminal de sua cidade natal, pelo crime de “Pirâmide Financeira”.

Estima-se que ele movimentava R$ 200 milhões de várias pessoas do Estado e ostentava no Facebook todo luxo, com viagens a cada dia para um País diferente.

O site do UOL publicou matéria sobre o caso de Danilo.

O futuro do empresário depende de uma proposta de “delação premiada” apresentada ao Ministério Público, que aguarda decisão do juiz Criminal de Itabuna, doutor Murilo Barreto.

Caso RDA

Em Jundiaí centenas de clientes da RDA também aguardam a liberação de seus recursos financeiros, que investiram na empresa RDA.

Apesar de equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) terem feito apreensões de materiais e computadores, a Justiça local entendeu que não era competência dela analisar denúncia de estelionato do gênero e ordenou à Polícia Civil a entrega de todos os materiais para a Polícia Federal.

Dois delegados da PF em Campinas informaram ao Jornal da Região que as investigações estão em andamento, mas sem prazo para conclusão.

A Assessoria de Imprensa da Polícia Federal também esclareceu que sem conclusão das investigações, não há o que falar, muito menos sobre a liberação do dinheiro aos clientes.

A Polícia Civil de Jundiaí informou que não pode fazer mais nada, a partir do momento em que a Justiça local transferiu tudo para a Polícia Federal.