Futuros GMs de Jundiaí passam por formação diferenciada

O efetivo da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) será reforçado a partir do dia 29 de junho. Antes de ir às ruas, os aprovados em concurso participam das aulas do Centro Instrução, Formação e Aperfeiçoamento Técnico Profissional, A GMJ se diferencia por apresentar condições de realizar a formação de novos integrantes inclusive de outros municípios.

O prefeito Luiz Fernando Machado esteve na sede da GM nesta quarta-feira (28), para acompanhar os avanços da etapa preparatória dos 41 futuros guardas, destes 24 atuarão em Jundiaí. “O patrulhamento comunitário é o forte da GMJ, uma de suas características mais significativas porque o faz de maneira sempre aprimorada. A corporação de Jundiaí tem papel fundamental na manutenção e fortalecimento da ordem em nossa cidade, porque a sua atuação é feita no trato direto com as pessoas, todos os dias”, declarou o prefeito.

A formação é composta por atividades práticas e teóricas, divididas em 800 horas/aulas ao longo de cinco meses. Dentro do período, os formandos têm aulas de manejo de armamento e tiro defensivo, com extensa carga horária para as armas não-letais. De acordo com a GMJ, o método de treinamento aplicado tem base no Código de Conduta da Organização das Nações Unidas (ONU) para funcionários responsáveis pela aplicação da lei.

Linguagem de sinais
Neste ano, um dos diferenciais do curso de formação dos novos guardas é a inclusão do ensino de libras, para oferecer conhecimento, habilidade e competência técnica no trato com deficientes auditivos, inclusive durante as abordagens, que devem ser mais específicas. A inclusão da linguagem de sinais é resultado de parceria entre a GMJ e a Associação e Clube de Surdos de Jundiaí.

“Sem dúvida, é mais um avanço para o cumprimento das diretrizes da corporação. Desde a etapa de formação, é fortalecida o ideal de trabalho da GMJ no sentido de agir para a garantia da segurança e bem-estar das pessoas”, informou o subinspetor Erich Streng Godoi, responsável pelo Centro.