Informativo ‘Complexo Viário Ponte Seca’ começa a ser entregue à população

A entrega do jornal “Complexo Viário Ponte Seca” teve início na última semana nos bairros Jardim Felicidade e Jardim Promeca. Os agentes de relacionamento com a comunidade, da Prefeitura de Várzea Paulista, estão entregando os exemplares casa a casa, inicialmente na Região Leste. Até o final da semana que vem, a ideia é levar o material – que traz a descrição das obras e suas vantagens, detalhes do Viaduto e elogios de moradores, entre outras notícias – a todas as regiões da cidade. “A área de comunicação da Unidade Gestora de Planejamento e Inovação atua para fazer o trabalho da Prefeitura ser conhecido e reconhecido e esse jornal temático nasce mais uma vez com esse propósito”, explica o gestor municipal da pasta, David Alexandre.

Nas páginas 4 e 5, há um amplo infográfico com a apresentação das diferentes partes componentes do Complexo Viário da Ponte Seca, como o Viaduto, a alça de acesso e a futuro retorno na Avenida Marginal do Rio Jundiaí, após a alça, que possibilitará aos motoristas transitar no sentido Jundiaí, sem precisar ir a Campo Limpo Paulista.

A página 6 trata de melhorias proporcionadas pelo Complexo Viário, que permitirá maior fluidez no trânsito, os bairros da Região Norte e os próximos ao Jardim Promeca. O asfalto na Rua Richard Klinger e a atração de novos empregos à cidade também têm espaço na editoria.

A terceira página tem uma matéria bastante elucidativa, com passos burocráticos e técnicos importantes e necessários para o trabalho chegar ao estágio atual, que é o final. “A população merece saber e até relembrar o esforço que é feito para que uma conquista pública seja realizada”, declara o prefeito Juvenal Rossi.

A página 7 aborda a segunda fase das obras, que terá como principal melhoria um retorno para Jundiaí aos moradores que sairão do Viaduto. Abaixo, o espaço é reservado para elogios da população às obras. “O povo está esperando esse viaduto há muito tempo. Será muito importante para diminuir o trânsito, o que é muito bom para Várzea”, revela o aposentado Benedito de Moraes, um dos entrevistados.

A página 2 trata do caráter histórico do bairro Ponte Seca, cujas origem e história estão bastante ligadas à estrada de ferro que passa por ali. Há espaço para depoimentos de moradores antigos do local, que enriquecem o resgate histórico.

A página final divulga obras importantes para a cidade: pacotão de recapeamentos no Jardim Bertioga, já iniciado; creche Proinfância do Jardim Itália, que em breve será inaugurada; e o trevo entre a Rua Ilha Bela e a Avenida Marginal do Rio Jundiaí, parte do Complexo Viário da Ponte Seca, concluída e que já facilita o acesso de quem sai da Vila Real a Campo Limpo Paulista – tempo para acessar o outro lado da Marginal reduzido de 10 minutos para 1 minuto.

O gestor de Planejamento e Inovação, David Alexandre, chefe da pasta responsável pela confecção do jornal, destaca a importância da publicação. “A área de comunicação da nossa Unidade atua para fazer o trabalho da Prefeitura ser conhecido e reconhecido e esse jornal temático nasce mais uma vez com esse propósito”.