Saúde capacita profissionais para uso da regulação em urgência e emergência

A partir de quinta-feira (01), profissionais dos nove hospitais que fazem parte da microrregião de saúde de Jundiaí e dos Pronto Atendimentos da cidade serão capacitados para o uso do sistema de regulação de urgência e emergência com representantes da Saúde do Estado de São Paulo. A regulação de vagas entre as cidades será feita de forma direta entre os serviços regionais, favorecendo o atendimento em tempo oportuno ao paciente.

O treinamento será ministrado pelo gerente médico da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), Domingos Guilherme Napoli. Ele esteve em Jundiaí, no ano passado, para apresentar o sistema. Na ocasião salientou que “a intenção é que cada microrregião se regule, e só encaminhe para a Cross os casos para que não possuem atendimento. Desta forma se cria maior interação entre os municípios e atendimento mais rápido para os pacientes.”

“Com a microrregulação não teremos mais um intermediário. A regulação será feita diretamente entre os hospitais e Prontos Atendimentos. Isso vai dar mais celeridade, além de priorizar os pacientes do Aglomerado. Desta forma será possível atender melhor a população, principalmente aqueles que realmente necessitam de atendimento de urgência e emergência, nos dispositivos adequados, de forma mais rápida e com maior resolutividade”, explica o gestor da UGPS, Tiago Texera.

O gestor exemplifica que, em caso de um paciente de baixa complexidade de outra cidade estar internado em um leito de alta dos equipamentos de Jundiaí (Hospital Universitário e Hospital São Vicente de Paulo), será direcionado para um equipamento da cidade de origem que oferte o atendimento para a demanda. Isso permite o melhor uso dos leitos de alta complexidade, já que abre espaço para atendimento de pacientes que exijam este cuidado

A capacitação será realizada em dois dias, para profissionais que irão operacionalizar o sistema nos hospitais das cidades de Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Cabreúva, Louveira e Jarinu.