Pedro Bigardi fica sem partido

O ex-prefeito de Jundiaí, Pedro Bigardi, surpreendeu a todos na Política e anunciou o desligamento do PSD. O partido pode se associar ao PSDB para disputar as eleições para Governador, tendo à frente o nome de João Dória e Gilberto Kassab de vice.

Bigardi enviou uma carta ao vice-presidente do PSD, Cristiano Lopes, comunicando a sua decisão. E avisa que no momento não tem partido e muito menos intenções de sair candidato a qualquer cargo.

Bigardi vinha conversando com lideranças do PSD sobre a possibilidade de disputar as eleições para deputado federal.

Na região outras mudanças estão ocorrendo. O prefeito de Campo Limpo Paulista, Japim Andrade, foi para o PSB.

Para Japim, o PSB tem grande representatividade em São Paulo e em todo o Brasil e, por isso, a decisão foi tomada. “Preciso estar vinculado a uma legenda forte, para ter ainda mais força para buscar melhorias e desenvolvimento para Campo Limpo Paulista.”

Além disso, dr. Japim lembrou que o PSB é um dos partidos mais antigos do Brasil. “O trabalho sempre foi pautado no desenvolvimento social , tema esse que me encanta. Outro fator determinante para a minha decisão é o fato de o vice-governador ter um grande projeto político, pensado em melhorar o Estado e ajudar os municípios.”

O vice-governador, Márcio França, deu boas vindas a Dr. Japim e demais filiados e falou da relevância do partido. “O mundo ideal é o socialista, no qual todas as pessoas têm as mesmas oportunidades. E é para isso que estamos trabalhando.”

Como exemplo ele citou o sucesso da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), que recentemente foi instalada em Campo Limpo Paulista e diversos municípios do Estado com cursos a distância. “É tudo gratuito, com os melhores professores do Brasil. A ideia é levar o projeto a todos os municípios de São Paulo.”