Hospital do Câncer de Jundiaí comemora 1 ano com dívida de R$ 4 milhões

O próximo dia primeiro de março seria motivo de grande comemoração no Grendacc, não fossem as dívidas que a instituição vem acumulando, para conseguir manter-se em funcionamento. Neste dia, o Hospital da Criança estará completando um ano em funcionamento, mas ainda sem obter o registro de UNACON (Unidade de Alta Complexidade em Oncologia).

Recentemente a instituição conquistou o credenciamento de sua UTI pediátrica, o que foi motivo de muita alegria, primeiramente por confirmar a real necessidade do pedido feito pelo Grendacc e também por abrir caminhos para que o UNACOM  também se torne uma realidade, o mais breve possível. “Foi uma questão de reconhecimento e justiça”, destaca a presidente.

Contudo, sem os credenciamentos 100% finalizados, o hospital já acumula dívidas que chegam a R$ 4 milhões e tem mantido suas portas abertas graças ao apoio de amigos e parceiros, que contribuem por meio de doações das mais diversas. Mas apesar do grande esforço de todos, as arrecadações não têm sido suficientes para custear as despesas mensais, que ficam entre R$ 1,2 e R$ 1,5 milhão ao mês. “O tratamento do câncer é extremamente complexo e de alto custo. As crianças são acompanhadas por vários especialistas e permanecem conosco por longos períodos; até mesmo por anos”, explica Verci, que mais uma vez pede o apoio dos parceiros, para que a instituição possa permanecer em pleno funcionamento, como tem sido até hoje.

Para ajudar a custear todo o tratamento oferecido gratuitamente aos pacientes do SUS, o Hospital da Criança tem firmado parceria com uma série de convênios médicos, além de manter um programa de consultas particulares, a preços populares. Além disso, a instituição tem um Bazar sempre de portas abertas e um calendário permanente de eventos, disponível em mídias sociais e no site www.grendacc.org.br. Também é possíveis tornar-se um contribuinte mensal, independentemente do valor a ser doado, assim como outras ações e parcerias. Interessados em mais informações podem ligar para (11) 4815-8440.