Mulher morre com suspeita de reação à vacina contra a febre amarela em Itatiba

Uma psicóloga de 55 anos morreu na última quarta-feira (7), dias depois de ter tomado a vacina contra a febre amarela, em Itatiba. O caso é tratado como suspeita de reação à vacina.

De acordo com o marido da vítima, ela passou mal três dias antes de ser internada na Santa Casa de Misericórdia de Itatiba. Na ocasião, foi levada à Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) e, em seguida, liberada.

Na quarta-feira, o agente funerário registrou boletim de ocorrência fazendo menção à morte suspeita por reação à vacina e à transferência do corpo. A confirmação depende agora do resultado dos exames enviados ao Instituto Adolfo Lutz.