Jundiaí se torna Polo de Padaria Artesanal para gerar oportunidades

O convênio celebrado entre o Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura de Jundiaí que contempla o município como Polo Regional de Padaria Artesanal vai possibilitar a capacitação de profissionais e agentes multiplicadores. A iniciativa faz parte do plano de trabalho do Fundo Social de Solidariedade (Funss) que, desde janeiro, desenvolve ações voltadas à qualificação e ao conhecimento como ferramentas de geração de renda e emprego.

“Quando chegamos ao Fundo Social de Solidariedade vi a necessidade de fazer da unidade um local de oportunidades. Queremos fortalecer as famílias, resgatar a autoestima e a dignidade humana. Por isso, focamos em ações que vão além do assistencialismo. Esta parceria é mais uma grande chance de transformar vidas”, disse Vanessa Machado, presidente do Funss.

O Polo Regional de Padaria Artesanal faz parte do Programa Escola de Qualificação Profissional e sua inauguração, em Jundiaí, ocorreu nesta quinta-feira (09), no auditório do Fundo Social, com a presença da primeira-dama do Estado de São Paulo, Lu Alckmin e também do prefeito Luiz Fernando Machado. De acordo com a presidente do FUSSESP, o programa deve atingir 39 cidades do interior paulista até março de 2018. “Estou encantada com o que vi em Jundiaí e quero levar este exemplo para outros municípios. A cozinha e a sala de aula são amplas, claras, bem equipadas e organizadas. Isso reflete diretamente na compreensão e no aprendizado dos alunos”, disse Lu Alckmin.

Em Jundiaí, o curso de Padaria Artesanal é o mais procurado no Fundo Social de Solidariedade. De janeiro até outubro deste ano, foram oferecidas seis turmas por meio de parcerias com o Centro Paula Souza, a ETEC Benedito Storani e o SEBRAE. Neste período foram oferecidas 120 vagas e 103 alunos concluíram o curso. Com a realização do convênio, outras quatro turmas foram abertas e já preenchidas, totalizando mais 60 alunos inscritos.

“Em 11 meses de trabalho, o Fundo Social de Solidariedade disponibilizou quase duas mil vagas em cursos de qualificação profissional. Até agora são 1.667 alunos formados em mais de 50 modalidades de cursos. Não tenho dúvida de que o conhecimento pode mudar a realidade das pessoas e o Fundo Social está cumprindo o seu papel”, afirmou Luiz Fernando.