Parque da Uva inicia vacinação contra a Febre Amarela

O Parque da Uva, em Jundiaí, começou a receber a população para tomar a vacina contra a febre amarela. O vírus já circula pelo município e pode causar sérias complicações para quem for infectado.

Com a parceria de escolas de enfermagem, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) abriu o atendimento do posto avançado para vacinação contra febre amarela no Parque Comendador Antonio Carbonari (Parque da Uva) das 9 às 15 horas, até quarta-feira (11).

O local tem capacidade para atender 2 mil pessoas por dia. Além disso, a oferta das doses da vacina é mantida em todas as Unidades Básicas de Saúde e também no sistema ‘casa a casa’. O número de macacos mortos confirmados com a doença sobe para 10, em Jundiaí, situação que configura a circulação do vírus na cidade.

A expectativa da diretora de Vigilância em Saúde, Fauzia Abou Abbas Raiza, é oferecer tranquilidade para a população se imunizar. “O Parque da Uva é um espaço amplo, com área para estacionamento e sombra, para que a população fique confortável mesmo que espere por alguns minutos o atendimento. Com a força-tarefa montada entre escolas e UGPS, a intenção é aplicar de forma rápida”, explica.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Maria do Carmo Possidente, afirma que a capacidade de imunização do posto avançado é de 2 mil doses por dia. “Esse número será um grande avanço para a cidade. Desde o início do ano conseguimos vacinar 96.480 munícipes. Ainda é um número pequeno, tendo em vista que a oferta da dose para toda a população é feita pela UGPS desde agosto”, analisa.

A UGPS mantém a imunização em todas as UBSs, conforme a capacidade de atendimento, organizado por meio de distribuição de senhas.

Para quem trabalha

Para quem trabalha durante o dia tem como opções as UBSs Hortolândia, Novo Horizonte, Tamoio e Agapeama que atendem com horário estendido até às 20 horas, diariamente.

O PSF Rio Acima abrirá até 19h30, nesta segunda-feira (9).

Balanço
A Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) informa que foram registrados 10 macacos mortos com febre amarela em Jundiaí. Ao todo foram recolhidas 134 amostras, sendo 121 animais de Jundiaí. Deste total, 46 foram descartadas e 65 aguardam resultados. O gerente da UVZ, Carlos Ozahata, salienta sobre a necessidade da imunização de toda a população. “Os resultados positivos apontam que o vírus da febre amarela circula pelo território de Jundiaí. A vacinação, que está disponível desde abril, para as áreas rurais, e, desde agosto para toda a população, é fundamental para evitar que haja contaminação humana”, alerta.