Dr. Japim pede à Justiça anulação de sessão da Câmara

A defesa do prefeito eleito de Campo Limpo Paulista, Dr. Japim Andrade, vai pedir a anulação da sessão extraordinária da Câmara Municipal desta segunda-feira (11) e suspensão da votação pela cassação do Chefe do Executivo.

De acordo com o advogado, Olin Brambilla, a participação do suplente de vereador, Cleonídes Santos, não foi legítima, já que o parlamentar titular Daniel Mantovani faltou à sessão, e não pediu licença. Assim, a substituição e decorrente votação por parte do suplente não deve ser considerada, ainda mais por ter sido dele o voto decisivo.

“Numa sessão extraordinária específica para analisar e votar uma comissão processante, é inconcebível que se dê posse ao vereador suplente”, ressalta Brambilla.

O pedido de suspensão da sessão extraordinária será protocolado na Justiça de Campo Limpo Paulista, nesta terça-feira (12).