Comerciantes podem descontar falta no Dia de Greve

O Sincomercio Jundiaí (Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região) esclarece os direitos dos empresários do setor do comércio varejista, em caso de falta não justificada dos seus trabalhadores nesta sexta-feira, dia 28. Segundo o Sindicato do Comércio, os patrões podem descontar o dia parado dos trabalhadores.

A medida é anunciada pelo Departamento Jurídico e vale para a região que envolve as cidades de Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jarinu, Louveira e Itupeva.

Segundo a assessoria jurídica, caso o trabalhador opte por aderir à greve, o empresário está respaldado em descontar o dia não trabalhado, conforme aponta o art. 7º da Lei 7.783/89. Porém, caso os serviços essenciais sejam paralisados em sua totalidade, como o transporte público, por exemplo, impedindo a realização do trajeto do trabalhador à empresa, o empregador não pode onerar o trabalhador, por não ser a adesão à greve o motivo de sua falta.