Laureano tenta provar inocência

O caso do assassinato do jovem Higor Azevedo Dias, de 21 anos, atacado por três rapazes no estacionamento da Prefeitura de Jundiaí, na noite de domingo (29), vem causando grande polêmica nas redes sociais.

Uma testemunha apontou o jovem “Laureano” como sendo um dos possíveis envolvidos no crime, por meio de reconhecimento fotográfico dos arquivos da Polícia.

A foto de Laureano foi reproduzida exaustivamente nas redes sociais como “Procurado”.

Uma outra corrente foi criada, em defesa do rapaz.

Uma leitora enviou foto que teria sido feita na tarde de sábado, quando Laureano foi para uma igreja evangélica. Ele estaria se escondendo, porque começou uma “caçada” na cidade depois que teve a foto divulgada.

Os amigos dizem que querem defendê-lo e procuraram a Justiça Gratuita, mas não conseguiram advogado.

A Polícia Civil ainda busca os assassinos e aguarda Laureano se apresentar no 2º Distrito Policial, para prestar esclarecimentos e se existem provas de que estava em outro lugar.

Quem tiver qualquer informação para ajudar a Polícia pode ligar no 181, do Disque Denúncia.