IPEM e ANP fiscalizam postos de combustíveis

Dezesseis postos de combustíveis foram autuados nesta quarta-feira, 19, pela fiscalização da operação Olhos de Lince, ação integrada entre o Governo do Estado de São Paulo e a Agência Nacional do Petróleo (ANP) para identificar fraudes contra os consumidores. A maioria dos postos com irregularidades é da capital (10), mas também houve autuações em Diadema, Araraquara, Guará, São José do Rio Preto, Avaré e Americana. No total, foram aplicadas 56 autuações.

A ação integrada, iniciada no dia 28 de setembro, foi retomada nesta segunda-feira, 17. Organizada pela ANP e pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e a Secretaria da Fazenda, a operação conjunta envolve, ainda, o Instituto de Pesos e Medidas (IPEM), Procon, Polícia Civil, por meio do Departamento de Polícia de Proteção ao Cidadão (DPCC), e Secretaria da Fazenda.

Nas fiscalizações de hoje, 1.048 bombas foram vistoriadas, das quais 108 apresentavam algum tipo de problema. Foram encontradas irregularidades volumétricas – casos em que o valor efetivamente abastecido é inferior ao total cobrado do consumidor -, bombas com lacre violado – inclusive em posto interditado anteriormente – e bombas operando em condições precárias de segurança. Em um posto da capital foram encontrados 20 pulsers e 4 placas – equipamentos normalmente utilizados para fraudes – instaladas em várias bombas, que foram interditadas.

Além de São Paulo, foram feitas fiscalizações em postos de Americana, Aparecida, Araraquara, Aramina, Atibaia, Avaré, Bauru, Diadema, Franca, Guará, Guarantã, Ibiúna, Itapetininga, Itapuí, Jales, José Bonifácio, Mauá, Praia Grande, Presidente Epitácio, Promissão, Rio Claro, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São Sebastião, Taubaté e Valinhos.

Mais de 250 estabelecimentos foram fiscalizados nos últimos três dias.