Jundiaí atinge 95% da população vacinada contra Febre Amarela

A meta estabelecida pela Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) de vacinar 95% da população de Jundiaí contra febre amarela foi alcançada nesta semana, com a imunização de 289.332 pessoas vacinadas entre o ano de 2017 e 17 de janeiro de 2018, somadas às 100 mil pessoas vacinadas em anos anteriores. A imunização é resultado de ação conjunta das equipes de saúde com apoio de força-tarefa de outras Unidades de Gestão, que resultou na mobilização de ações ‘casa a casa’ nas zonas rurais, ampliação de horário de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e abertura de Posto Avançado, no Parque da Uva. Com o objetivo alcançado, as UBSs passam a exigir comprovante de residência para a imunização de forma a garantir atendimento à população ainda não vacinada.

“Foi um trabalho intenso, que contou com o apoio de toda a administração de Jundiaí. Ofertamos as doses desde abril do ano passado, com ações nas áreas de maior risco, antes mesmo de haver a circulação do vírus na cidade. Após a confirmação do primeiro macaco positivo para a doença, a vacina foi liberada para toda a população com a oferta das doses em horário ampliado, expediente especial e Posto Avançado. Somente no Parque da Uva 57 mil pessoas foram vacinadas. O trabalho preventivo foi fundamental para conter a doença. Apenas uma pessoa, que não se imunizou, teve a febre amarela silvestre. Foi atendida a tempo e conseguiu se recuperar. Jundiaí fez o trabalho preventivo de excelência e por isso alcança o percentual de imunização determinado”, comenta o gestor da UGPS, Tiago Texera.

O cálculo da cobertura vacinal estabelecido pelo Ministério da Saúde é a relação entre quantidade de doses aplicadas pela quantidade de população da cidade. “Entende-se que a população de Jundiaí tenha se vacinado na cidade. Mesmo que tenha havido percentual de pessoas de fora, a contabilidade de anos anteriores (2000 a 2016) foi reduzida pela metade (das 200 mil doses registradas para 100 mil) para garantir a margem de imunização”, detalha a enfermeira da Vigilância Epidemiológica (VE), Maria do Carmo Possidente.

Até sexta-feira (19), cada UBSs ofertará 30 doses de vacinas. A partir de segunda-feira (22), será estabelecido cronograma de vacinação, de forma rotativa com a oferta de 50 doses, uma vez por semana, em cada unidade. Além disso, será necessária a apresentação de documento de comprovação de residência para a imunização. De acordo com a enfermeira, a medida é importante para ordenar o fluxo de atendimento aos jundiaienses que ainda não se imunizaram e estão expostos ao risco de contrair a doença.

A diretora de Vigilância em Saúde, Fauzia Abou Abbas Raiza, explica que Jundiaí conta com estoque vacinal suficiente para atender a parcela da população ainda não imunizada. “A exigência da apresentação da comprovação de residência junto com a carteira de vacinação tem por objetivo prezar pela população jundiaiense, para aqueles que, apesar da campanha ofertada por mais de oito meses, ainda não se imunizaram”, detalha.