Caso das cartas no lixo é de 2015

Centenas de pessoas estão compartilhando nas redes sociais um vídeo de cartas encontradas no meio de um matagal em Jundiaí. O vídeo é de dezembro de 1015, quando um carteiro terceirizado abandonou as correspondências em um terreno da Vila Santana, próximo da avenida dos Imigrantes.

O “Jornal da Região” noticiou o caso na época. No dia 10 de dezembro os Correios identificaram quem foi o carteiro e ele acabou demitido, além de responder processo por crime federal. O caso foi apresentado no 3º Distrito Policial do bairro da Ponte São João.

Na época funcionários de uma empresa contratada pela Prefeitura de Jundiaí para fazer limpeza em terrenos cortavam o matagal quando encontraram as cartas e chamaram a Guarda Municipal. Foram vários sacos de cartas recolhidos.

Os Correios informaram ao “Jornal da Região” na época que todas as cartas recuperadas foram encaminhadas aos destinatários e ninguém foi prejudicado.

Alguns leitores do Jardim Pacaembu informaram que estão sem receber algumas correspondências, principalmente contas. A agência local dos Correios informou que devido o final de ano aumentou a quantidade de materiais para serem entregues, mas tudo está sendo encaminhado para as residências. A população não deve se preocupar.

Veja na foto publicada pelo “Jornal da Região” em 2015 que havia a calçada e o mato cortado. A mesma que aparece no vídeo reproduzido nas redes sociais como se fosse atual.