Geladeira literária chega aos terminais de ônibus

A volta para casa de quem passou pelo Terminal Vila Arens no início da noite desta segunda-feira (04) teve um toque especial: música e literatura reunidos em um só lugar, durante o lançamento do programa “Geladeiras Literárias” e das intervenções artísticas do projeto Conexão Cultural. As atividades fazem parte das comemorações dos 362 anos de Jundiaí, que tem uma extensa programação até o dia 17.

O atendente Douglas Lucas, de 23 anos, foi um dos primeiros a retirar um livro da geladeira. “A ideia é maravilhosa. Não tenho o costume de ler, mas quando vi os livros reunidos fiquei com vontade. Estou levando um para casa e espero tomar gosto pela leitura”, disse, enquanto folheava um exemplar do romance “Chance Zero”, de Celia Anastassiadis, escolhido por ele para dar início ao projeto de se tornar um leitor.

Segundo o gestor da Unidade de Cultura, Marcelo Peroni, a ideia é exatamente esta, ou seja, fomentar o gosto pela leitura na população jundiaiense. “O projeto nasce com a proposta de compartilhar bons livros entre os usuários do transporte coletivo”, explicou. Todos os terminais receberão uma geladeira. “Quem pegar um livro para ler pode devolver em qualquer um dos locais. E quem tiver uma obra em casa e quiser deixar na geladeira para que outros leiam também é permitido”, acrescentou.

Ainda de acordo com Peroni, há opções para todos os gostos e idades. “Recebemos 4 toneladas de livros em doações para o projeto. Temos obras infantis, romances, poesias, contos, enfim, opções não faltarão”, afirmou o gestor. Antes da abertura da geladeira, três artistas locais fizeram uma apresentação musical no meio do terminal, atraindo a atenção dos usuários.