Empresa americana inaugura Centro de Treinamento em Jundiaí

A Varian Medical Systems inaugurou oficialmente na tarde desta segunda-feira (20), em Jundiaí, um Centro de Educação Profissional que vai atender profissionais de todo o Brasil e América Latina que utilizam os aceleradores lineares fabricados pela empresa. Trata-se do sétimo espaço para treinamento deste tipo da empresa no mundo. Até então, a capacitação dos profissionais era feita em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Presente à cerimônia, o prefeito Luiz Fernando Machado agradeceu aos representantes da Varian por confiarem em Jundiaí ao realizar investimentos. “Além da abertura deste importante centro, ficamos muito felizes com a perspectiva de construção, num futuro próximo, de uma fábrica de aceleradores lineares em nossa cidade, gerando emprego e renda para a nossa população”, afirmou.

De acordo com Humberto Izidoro, presidente da Varian Brasil, a fábrica deverá ser inaugurada em Jundiaí dentro de um a dois anos. “Escolhemos a cidade por conta de sua localização estratégica, especialmente a proximidade com dois grandes aeroportos internacionais, já que receberemos profissionais de vários países, e também pela excelente infraestrutura oferecida”, destacou.

A decisão de vir para o Brasil foi tomada após a Varian ter ganhado uma licitação do Ministério da Saúde em 2013. No acordo, o Governo Federal se responsabiliza a investir R$ 500 milhões na compra de 80 aceleradores lineares da empresa.

Também presente ao evento, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, explicou que o convênio prevê a transferência de tecnologia e manutenção das máquinas para institutos de pesquisa brasileiros, o que significa uma redução para o SUS nos custos com os tratamentos de câncer com uso da radioterapia. “Jundiaí deve se orgulhar de receber uma empresa deste porte”, acrescentou.

Os gestores José Antonio Parimoschi (Governo e Finanças) e Messias Mercadante (Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia) também prestigiaram a inauguração, bem como o presidente da Varian para as Américas, John Kowal.