Força Tática prende comparsa da morte de GM

Após receber informação de que o criminoso que cometeu latrocínio contra o Guarda Municipal Cunha, de Várzea Paulista, residia na Vila Real, o Pelotão “B” da Força Tática do 49º Batalhão foi até o local, onde encontrou pertences e um celular.

No celular, os policiais viram conversas do criminoso com outro comparsa, de nome João. Ele foi identificado posteriormente por moradores do Bairro que indicaram a casa dele. Na residência foram localizados um revólver calibre .38, carregado com 06 munições, sendo 03 deflagradas; 05 munições calibre .38 sobressalentes, uma espingarda calibre 12 de Airsoft e maconha.

Os policiais tiveram informações de que João Marcos dos Santos Morais estava escondido na casa de um barbeiro, em uma rua próxima e conseguiram abordar o criminoso que tentou fugir pelos fundos do estabelecimento.

O indiciado confirmou ser proprietário dos objetos localizados, bem como da arma emprestada ao criminoso morto em confronto com o Guarda Municipal. Ainda afirmou que levou o comparsa ao local do entrevero, e de lá fugiu após presenciar o confronto.

 

Diante dos fatos foi dada voz de prisão em flagrante por porte ilegal de arma com numeração suprimida, porte ilegal de entorpecente e co-autoria de latrocínio.