Prefeitura adota força-tarefa para conservar Parque do Eloy Chaves

Manter limpo e conservado os 41 mil m² do Parque Botânico Eloy Chaves têm sido o desafio da equipe do Departamento de Parques, Praças e Jardins da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), desde o início do ano.

Para quem passa pelo local, a diferença é visível. A técnica em Nutrição e moradora do Eloy Chaves, Mariana Cristina Pontes Dias, se diz impressionada com a limpeza do espaço, mas lembra que sua conservação depende do esforço de toda a comunidade. “Este parque é muito grande. Ainda assim, onde quer que você esteja está tudo sempre bem cuidado. Todos somos responsáveis por transformar este lugar em um orgulho deste bairro”, afirma.

Desde janeiro, algumas melhorias foram realizadas como a reforma dos canteiros de plantas ornamentais, a manutenção dos equipamentos da academia ao ar livre, manutenção dos banheiros, manutenção das pontes, podas e remoção de árvores secas e colocação de cercas em torno do lago com o objetivo de manter as capivaras dentro do seu habitat.

“Todo este trabalho é desenvolvido com recurso próprio e equipe da prefeitura, além dos terceirizados. Apesar disso, sabemos das melhorias que ainda são necessárias ao espaço e estamos trabalhando para realizá-las”, admite a responsável pela área verde dos parques administrados pela UGISP, Luciana Moraes.

Neste sentido, um ponto de água já foi implantado para a implantação de um bebedouro que deve atender aos freqüentadores da quadra de areia. Outra mudança já adotada pela administração do parque diz respeito à cobertura morta dos canteiros. “Hoje todas as folhas recolhidas são devolvidas ao solo o que permite a manutenção da umidade, a melhoria da estrutura do solo e a menor geração de resíduos e, conseqüente, economia aos cofres públicos”, explica Luciana.

Diferente de outros parques, o Botânico do Eloy Chaves apresenta algumas particularidades, como oferecer opções para descanso, meditação e leitura. O visitante encontra ainda espaço para piquenique, playground e áreas para Wi-Fi. A academia ao ar livre pode ser frequentada por todas as pessoas, desde que acima de 12 anos.

Para quem ainda não conhece o parque, valem algumas recomendações importantes. No espaço é proibido andar de bicicleta, patins e skate, passear com animais; nadar e pescar no lago; retirar mudas de plantas, alimentar os animais, escorregar na grama, fazer churrasco e consumir bebida alcoólica.

O Parque Botânico Eloy Chaves está na avenida Benedito Castilho de Andrade, 1.000 e funciona de segunda a segunda, das 7h às 19h.

%d blogueiros gostam disto: