LOUVEIRA: Vereadores encontram “discrepâncias” em desapropriações

Os vereadores da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga as desapropriações realizadas pela Prefeitura de Louveira farão uma diligência até a Secretaria de Obras da Prefeitura para que tenham acesso aos documentos referentes à área onde atualmente está localizado o loteamento Jardim Emília. Os documentos foram solicitados oficialmente à Prefeitura, que se negou a fornecê-los. A investigação é prerrogativa da CEI e está prevista nos artigos 40 e 63 da Lei Orgânica do Município (LOM).

A decisão de comunicar o prefeito Nicolau Finamore Júnior sobre a diligência foi tomada na reunião da manhã desta terça-feira, 8. Estiveram presentes os vereadores Nilson Cruz (PSD), Luiz Rosa (PMDB), Nildo do Rendenção (PPS) e Tico da Colina (PRB). O outro membro da CEI, vereador Helinho (PTB) esteve ausente.

Durante a reunião, os vereadores tiveram acesso a uma planilha comparativa de todas as 51 desapropriações realizadas pela Prefeitura nos anos de 2013 a 2017, elaborada com base nos documentos recolhidos até a presente data. Entre os assuntos mais comentados estão às diferenças de avaliações e pagamentos de terrenos limítrofes e também sobre as desapropriações relativas ao Parque Esportivo e Recreativo de Louveira.

Os vereadores também não gostaram das respostas dadas pelo prefeito em relação aos questionamentos enviados pela CEI. Muitas perguntas não foram devidamente respondidas pela Prefeitura e foram classificadas de “mau gosto” e com “teor de chacota”.