Radares em Jundiaí serão sem “pegadinha”

O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, revelou no programa “Ação e Informação”, da Rádio Cidade AM, que os radares de velocidade e de avanço de semáforos vão voltar para o município.

A Prefeitura iniciou processo para contratação de empresa responsável pela operação dos equipamentos.

Ao contrário do passado, Luiz Fernando explicou que os motoristas vão saber onde estão os radares, tudo bem sinalizado.

“Não vou admitir ‘pegadinha da indústria da multa'”, comentou o prefeito Luiz Fernando.

De acordo com a Prefeitura, 94% dos acidentes estão relacionados às falhas humanas, desde o uso do telefone celular, dirigir embriagado, falta do uso do cinto de segurança, atropelamentos de pedestres e ciclistas, dentre outros.

Segurança no Trânsito

A Prefeitura de Jundiaí, por meio da UGMT, com o apoio do convênio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e da Polícia Militar do Estado de São Paulo, está investindo em ações de segurança, sinalização e fiscalização a fim de reduzir o número de mortes na cidade com a previsão de implantação de ações direcionadas à segurança no trânsito e sinalização. Estão previstas a implantação de 18 lombofaixas em locais onde há elevada concentração de pedestres; implantação de semáforos com tempos exclusivos para a travessia de pedestres; manutenção da sinalização em corredores de trânsito e 10 cruzamentos com elevados índices de acidentes (como a Avenida Antônio Frederico Ozanan), totalizando 12.000 metros quadrados de sinalização. A fiscalização também será intensificada com operações em conjunto com a Polícia Militar.

Desde março, a UGMT tem adotado modelo operacional que prevê a ordenação e priorização das atividades em campo como a criação de rotas operacionais, posicionamento dos agentes de forma alternada nos principais cruzamentos, operações escolares nos horários de entrada e saída. Além disso, no primeiro semestre de 2017 a unidade implantou mais de 30 mil metros quadrados de sinalização horizontal e 3.241 placas de regulamentação e advertência, bem como 139 dispositivos auxiliares como tachões e prismas. Ainda, houve a instalação de semáforos com tempo específico para passagem de pedestres nas ruas Cel. Boaventura Mendes Pereira e Anchieta, São Francisco de Sales com a Santa Inês e Victório Baradel com a Alice Pellegrini.