Prefeitura de Campo Limpo vai multar Rápido Luxo por não melhorar transporte coletivo

A Prefeitura de Campo Limpo Paulista vai aplicar multas mais pesadas na Rápido Luxo Campinas caso a empresa continue negando melhorias frequentes no transporte público e nos pontos de ônibus e elimine a função do cobrador.

De acordo com o prefeito de Campo Limpo Paulista, Dr. Japim Andrade, desde o início da gestão a empresa foi notificada seis vezes e, ainda assim, propôs aumento na tarifa de ônibus de 56%, saindo de R$ 3,50 para R$ 5,47. “É inadmissível a Rápido Luxo querer aumento e não propor melhorias no transporte público, por isso, negamos o aumento tarifário e, ainda desengavetamos os processos de multas por problema nos serviços prestados, que estavam parados desde 2013. Cobramos melhorias na qualidade do transporte, nos pontos de ônibus e a adequação da lei federal, existente desde 2003, que reconhece como idosos pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. E também, apontamos que a empresa está infringindo a cláusula contratual ao querer eliminar o posto de trabalho de cobrador de ônibus”, disse o prefeito.

Em março, a Prefeitura analisou os processos de multas aplicadas e não cobradas pela antiga administração datadas em 2013, 2014 e 2015 e que podem chegar a R$ 2,5 milhões, com as devidas correções monetárias destes anos. Há, ainda, outras centenas de infrações que estão sendo analisadas pelo setor técnico para apurar o valor e a procedência.

No mesmo mês, o Executivo negou a intenção da Rápido Luxo em aumentar a passagem do ônibus municipal em 56%, quando a empresa propôs saltar o valor cobrado de R$ 3,50 para R$ 5,47.

De 2014 até 2016 o munícipe sentiu no bolso três reajustes tarifários, quando o ticket do ônibus subiu de R$ 2,50, em 2014, para R$ 3, em 2015, e depois para R$ 3,50, no ano passado. “O prefeito, Dr. Japim, determinou que a gente fiscalizasse o serviço de transporte e cobrasse da empresa melhorias no transporte. Não podemos mais permitir que a Rápido Luxo descumpra suas responsabilidades, fique impune e ainda queira aumento na passagem”, destaca o secretário de Governo, Durval Orlato.

No começo de abril, o prefeito visitou o terminal de ônibus central e encontrou banheiros em más condições, falta de acessibilidade e muitos outros problemas. A responsabilidade pela manutenção do local é da Rápido Luxo Campinas, que não tem cumprido as obrigações de contrato.

A empresa atende os quase 15 mil usuários do transporte público que passam diariamente pelo terminal. “É um completo descaso com os moradores de Campo Limpo Paulista que enfrentam diariamente os problemas com o ônibus. O prefeito Dr. Japim quer uma solução”, finaliza o secretário.

%d blogueiros gostam disto: