Limpeza no Fepasa retira 90 toneladas de entulho e lixo

A Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP) prossegue com a ação de revitalização do Jardim Fepasa. Hoje foi feita a limpeza mecânica dos pontos de descarte irregular de lixo e entulho espalhados pelo bairro. Ao todo foram retiradas 90 toneladas de resíduos. Educação ambiental será intensifica com campanhas.

Segundo o diretor de Limpeza Pública, Márcio Moraes, a quantidade de entulho e lixo descartada clandestinamente no bairro teve acréscimo em uma semana. “Na semana passada, quando fizemos a vistoria, a quantidade era menor. Até equipamentos eletrônicos foram dispensados irregularmente.  A partir do dia 22 será iniciada a campanha educativa com carro de som e irá passar por aqui. Existem pontos corretos para o descarte, além de o bairro contar com coleta de lixo orgânico, seletivo e Cata-Treco. Descartar irregularmente é crime ambiental”, ressalta.

“A limpeza está sendo feita hoje, mas amanhã, já vai ter mais lixo aqui. Ainda existem moradores que não reconhecem as melhorias do bairro. Não é núcleo de submoradia para ficar descartando sujeira em qualquer lugar. Todo esse entulho atrai bichos e doenças. É preciso conscientizar a população”, conta o morador do Jardim Fepasa há 22 anos, Carlos Alberto das Neves.

O trabalho de conscientização sobre o descarte correto dos resíduos será feito por representantes dos moradores, que estão em mobilização para criar uma associação. De acordo com Marconio José da Silva, morador no bairro desde 1984, a orientação será individualiza. “A intenção é ter representantes de várias áreas do bairro na associação para que cada um faça a orientação na vizinhança. O descarte do lixo precisa ser feito corretamente”, afirma. A campanha educativa sobre o tema realizada pela UGISP com carros de som, que será lançada na próxima semana, também circulará pelo bairro. A fiscalização contra o crime ambiental será intensificada.

O Jardim Fepasa recebe ação de revitalização, iniciada na semana passada, com limpeza e instalação de praça para a população. A Casa Azul, dispositivo público localizado no bairro, passará a ser unidade descentralizada do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), com oferta de oficinas educativas com o objetivo de valorizar a população local.