Fiscais de Jundiaí flagram descarte irregular no Engordadouro

A ação de fiscalização de pontos de descarte irregular e clandestino realizada pela Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), da Prefeitura de Jundiaí, fez mais uma autuação de crime ambiental nesta quarta-feira (12), no bairro do Engordadouro. O infrator tentava fazer o despejo de um caminhão de resíduo de construção civil em via pública (travessa da avenida Caetano Gornati).

O local da apreensão é reconhecido como de vício em descarte clandestino no mapeamento realizado pelos fiscais da UGISP. “A equipe de fiscais fazia a ronda diária nos pontos problemáticos e flagrou o instante em que um caminhão tentava despejar os restos de construção às margens de via pública. O ponto tem o agravante de ser próximo a um curso d’água”, explica o diretor de Limpeza Pública da unidade, Márcio Moraes.

O motorista do caminhão foi autuado conforme a lei 7.186/2008 no valor máximo (R$ 8.824,64), além de ser orientado a recolher o material e dar o destino adequado. “O descarte do material, pelo volume e composição, deve ser feito no Geresol e custa R$ 70”, detalha Moraes.

Fiscalização 

Desde o início do mês equipes de fiscalização da UGISP em parceria com a Guarda Municipal de Jundiaí realizam rondas em pontos de descarte irregular para flagrar infratores. Campanhas de conscientização e educação ambiental foram desenvolvidas no vetor oeste da cidade. Nas próximas semanas, o trabalho será ampliado com o uso de carros de som em outras regiões da cidade que sofrem do mesmo problema.

%d blogueiros gostam disto: