Clientes prestam queixa contra agência de turismo

Sonhos destruídos. Pessoas com depressão e desesperadas. Famílias endividadas. Tudo isso ocorreu em Jundiaí depois que a agência de turismo Dellos não cumpriu contrato para viagem de um grupo de 44 pessoas para os Estados Unidos. O montante do prejuízo para esse grupo é de mais de R$ 300 mil.

A proprietária da Dellos, Ariane Larissa Cao, procurou o jornal e disse que havia um acordo com os clientes por meio de Termo Circunstanciado feito com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para reembolso em 15 dias.  Mas o grupo não esperou.

O grupo compareceu no 7º Distrito Policial de Jundiaí e prestou queixa de estelionato contra a agência. Os advogados Eduardo Cerqueira e Edison Naves, acompanharam algumas das vítimas na elaboração do BO para ingressar com processo na Justiça para devolução de tudo o que foi pago e ainda os danos morais.

Uma das vítimas relatou ao “Jornal da Região” que o grupo – formado por 18 adolescentes e o restante adultos -, participaria de uma competição em festival de danças nos Estados Unidos. Cada um pagou para a agência R$ 11 mil e também comprou dólares para poder gastar na viagem, que não ocorreu.

O embarque

Na véspera de embarcar para os Estados Unidos, o grupo descobriu que não havia passagens compradas e nem hotel reservado.

O presidente de uma renomada operadora de turismo veio até Jundiaí para explicar para o grupo que recebeu depósitos com envelopes vazios e por pouco não emitiu os vouchers. Ele disse que também vai exigir reparações.

As páginas da internet e do Facebook da agência foram retiradas do ar.

O delegado Marco Antônio Ferreira Lopes, da Delegacia Seccional de Polícia Civil, que responde pelo 7º Distrito, determinou a elaboração do boletim de ocorrência de estelionato.

Segundo os clientes, eles tentaram de todas as maneiras receber o dinheiro de volta. Foram muitas as promessas e nada. Agora decidiram prestar queixa.

Uma das vítimas entrou em crise e precisou ser hospitalizada. Outras vítimas não tinham essa quantia para pagar a viagem, mas os familiares realizaram empréstimos. Tudo foi pago antecipadamente, mas não houve devolução.

Os clientes da agência contam ainda que uma mãe que tem saldo bom de cartão de crédito teve o nome usado indevidamente pela agência para tentar alugar quartos de hotéis nos Estados Unidos para o grupo e quando ela percebeu imediatamente pediu o cancelamento dos débitos.

As páginas de contatos da Dellos na Internet e do Facebook foram apagadas.

O Consulado dos Estados Unidos já tinha entrevistado todos do grupo e liberou a viagem, já que era uma apresentação com retorno garantido ao Brasil.

Vítimas em Campinas

Pelo menos três pessoas de Campinas também reclamam dos serviços não realizados ou cumpridos pela agência Dellos de Jundiaí. Uma jovem comprou por R$ 2.600,00 passagem para os Estados Unidos e ao chegar para embarque descobriu que não tinha nada. Ela teve de comprar quase que pelo dobro nova passagem. A irmã dela contou que no início do ano acertou viagem para a França e Ucrânia com o namorado, pagando R$ 7 mil. Agora também vai na Delegacia e tentará entrar na ação coletiva.

Empresária emite nota de esclarecimento

“Gostaria de solicitar que esclarecessem uma informação incorreta divulgada em matéria sobre a Agencia Dellos Viagens, em 07 de julho 2017.

Até 2015 fui proprietária da Dellos Viagens, que era localizada no Mercadão da Ferroviários.

Em 2015 a Sra. Ariane Larissa Cao comprou a agencia e encerrou o CNPJ, abrindo nova empresa, com nova razão social, novo CNPJ e novo endereço, porem mantendo apenas o nome fantasia Dellos.

Hoje, apos receber diversos telefonemas de amigos e clientes tomei conhecimento da matéria divulga pelo JR Jundiaí.
Assim gostaria de solicitar que esclarecessem melhor a noticia, para que a imagem de minha empresa VSA Viagens e meu nome não sejam confundidos e nem vinculados perante meus clientes atuais e amigos.

A empresa Dellos atual, de propriedade da Sra. Ariane, nada tem a ver com a agencia que funcionou por alguns anos no Mercadão da Ferroviários.
São duas empresas distintas.

Peço apenas que divulguem que houve um erro ao informarem que seria a mesma empresa localizada no Mercadão.

Já divulguei nota de esclarecimento em nosso face e aguardo providencias por parte da redação urgente.
Atenciosamente

VERONICA SCHWARZ │ VSA VIAGENS E TURISMO LTDA”