Guarda de Campo Limpo recupera carro dos Correios

A Guarda Municipal de Campo Limpo Paulista recuperou, na Estrada velha de Francisco Morato, na região do Pau Arcado, um carro dos Correios que tinha acabado de ser roubado. Um rapaz, Willian Ferreira Pereira, de 18 anos, morador do Parque Internacional foi preso pela Guarda Municipal, acusado do roubo. No momento da prisão o acusado se fazia acompanhar de um adolescente de 17 anos e um terceiro elemento que conseguiu fugir, sem ser identificado.

A Guarda Municipal foi informada através do telefone de emergência (153) que três indivíduos tomaram de roubo um veículo dos Correios, que fazia entregas na região do Parque Internacional. Imediatamente o operador de rádio transmitiu o fato para as viaturas em patrulhamento.

Uma das equipes estava no Parque Santana, divisa de município com a cidade de Francisco Morato. Acreditando na possibilidade de encontrar os autores do assalto, os guardas Adão e Nalin tomaram a estrada velha que liga os municípios e avistaram três rapazes correndo desesperadamente. Quando eles viram a viatura demonstraram nervosismo e um deles atirou ao chão um pacote que trazia consigo.

Nesse momento os policiais deram ordem de parada ao trio, mas estes se puseram a correr. Cada um tomou uma direção. No entanto, os patrulheiros conseguiram deter Willian e o adolescente, enquanto que o terceiro elemento conseguiu fugir, sem ser identificado. Próximo aos indivíduos os policiais encontraram o veículo roubado e a carga espalhada pelo chão.

O pacote que o elemento dispensou era parte da carga roubada. Depois dos procedimentos de praxe, os policiais deram voz de prisão em flagrante ao maior Willian e de apreensão ao adolescente. Ambos foram levados para a delegacia e apresentados à autoridade policial, que após deliberar sobre os fatos ratificou a voz de prisão e determinou a elaboração do auto de prisão em flagrante.

Willian foi encaminhado para a cadeia e o adolescente foi formalmente aprendido em cela apropriada no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista. A carga foi devolvida aos Correios.