Cobrança de passagem nos ônibus sofre alteração

A Prefeitura de Jundiaí informa que as linhas do transporte coletivo de Jundiaí que não têm cobradores fixos passaram a contar com um sistema de cobrança sob demanda, a fim de facilitar a vida do usuário que prefere pagar a passagem em dinheiro. Fiscais das empresas informaram que em uma linha da Vila Hortolândia, de 12 passageiros que ficaram na frente, apenas 3 não tinham o cartão do Bilhete Único. Os demais eram passageiros que tinham cartão, mas esperavam chegar ao Terminal para praticar “evasão” e não pagar a tarifa.

Embora cerca de 97% dos usuários já utilizem o Bilhete Único e paguem 21% a menos pela passagem, há ainda uma pequena parcela da população que não fez o cadastro do bilhete.

Segundo a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), funcionários das empresas que detêm a concessão do transporte coletivo em Jundiaí ficarão a postos em pontos estratégicos próximos aos terminais e, conforme identificarem a necessidade, entrarão nos ônibus para cobrar dos passageiros que estiverem na parte da frente do veículo, antes da catraca. “Assim, quem for pagar em dinheiro não vai precisar mais esperar chegar ao terminal para fazê-lo”, explica o gestor da Unidade, Silvestre Ribeiro.

É importante ressaltar que quem utiliza o dinheiro como pagamento deixa de economizar R$ 0,80 por passagem, uma vez que paga R$ 3,80 e não os R$ 3 de quem usa o Bilhete Único. Além disso, quem tem o cartão pode fazer integração entre as linhas sem pagar uma nova passagem pelo período de 1h30. A recarga pode ser feita nos terminais e também pelo site www.bucartaosim.com.br.

Desde o início de abril, a UGMT deu início a uma campanha de conscientização sobre os benefícios de utilização do Bilhete Único. Neste período, 2.012 aderiram ao cartão. Cartazes informativos foram fixados nos ônibus também como forma de incentivar o uso do bilhete.

Tecnologia
Como parte do compromisso da gestão de oferecer transporte de qualidade à população, a próxima novidade para os usuários está prevista para os próximos meses, com a implantação QR Code, que funcionará como um complemento ao Bilhete Único. O QR Code poderá ser impresso com facilidade em pontos comerciais da cidade, como opção de uso inclusive do celular, seguindo a tendência de outras compras assim efetuadas. Além disso, também será disponibilizado pela internet. Cerca de R$ 700 mil serão investidos pelas concessionárias para que o sistema digital seja implantado.