Servidores da Prefeitura podem entrar em greve

Em assembleia realizada no Sindicato dos Servidores Públicos de Jundiaí na noite desta terça-feira , dia 23, foi recusada a proposta da Prefeitura de reajuste zero nos salários e aumento real também zero. A única alteração seria no cartão alimentação, que passaria a R$ 50,00.

O presidente do Sindicato, Aparecido Luciani, marcou para a próxima segunda-feira, dia 29, assembleia para definir o calendário de greve, com início das paralisações no dia 6 de junho.

Luciani disse que a atual gestão alegou crise financeira e queda na arrecadação.

Essa semana a Prefeitura anunciou que não participará dos Jogos Regionais por causa da crise financeira. O custo seria de até R$ 850 mil. Também estão suspensas algumas obras, além de cortes em várias pastas.

A atual gestão diz que herdou da antiga administração dívidas de R$ 100 milhões e houve queda na arrecadação de impostos.