Matou a esposa e a enteada. Depois deu tiro na cabeça

A Polícia de Cajamar foi mobilizada na noite deste sábado (20) para um crime bárbaro. Um gráfico, que estava sofrendo de depressão, matou a esposa e a enteada e, depois deu tiro de revólver na própria cabeça.

Fernando Santos, conhecido pelo apelido de “Galo”,  ligou para a mãe e disse que tinha matado a esposa Edna Santos e a enteada Rayssa, de 13 anos e falou que iria se matar na casa em que residia, na rua Milk Félix, no Jardim Panorama, no Polvilho.

A mãe do gráfico estava com os netos de 2, 5 e 9 anos participando de uma festa de aniversário e ficou em estado de choque, tendo sido socorrida ao hospital municipal.

Quando os policiais chegaram na casa viram a cena triste, com os corpos da mulher, da criança e do gráfico.

Na foto Fernando ao lado da esposa Edna