Paço de Jundiaí é considerado modelo

O Paço Municipal foi indicado pela Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA) como instalação pública modelo dentro da diretiva Município Sustentável, uma das dez que compõem o Programa Município Verde e Azul (PMVA), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente. A documentação para a primeira pré-certificação no programa, na qual consta a indicação, foi entregue à coordenação do PMVA no início desta semana.

De acordo com a engenheira florestal e interlocutora da Prefeitura junto ao Programa, Karina Lima, a diretiva Município Sustentável tem uma séria de ações que objetivam estimular o uso racional dos recursos naturais, aumentar o grau de consciência e compromisso em torno de práticas de desenvolvimento sustentável, como forma de diminuir as vulnerabilidades, conferindo resiliência e propiciando o bem-estar e segurança dos cidadãos.

Ela explica que o prédio onde estão localizados vários serviços ao cidadão foi indicado por possuir muitos critérios considerados sustentáveis. “O Paço contempla os aspectos de eficiência energética, uso racional da água e acessibilidade”, explicou. Entre os itens sustentáveis estão sensores de presença, circuito de iluminação individualizado, torneiras com temporizadores, claraboia, bicicletário, jardim interno e calçadas arborizadas.

O Paço Municipal foi construído há 29 anos, ou seja, antes do início do Programa Município Verde e Azul, que foi implementando em 2007. “Isso demonstra que a preocupação com o bem-estar dos usuários e com as questões ambientais sempre foi presente na Prefeitura”, ressalta a engenheira.

%d blogueiros gostam disto: