BAEP prende empresário do PCC

O empresário Adriano Paulo da Costa, de 42 anos, conhecido como “Balato”, foi preso neste domingo (23) pelo Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (BAEP) em Vinhedo. Havia uma ordem de prisão contra o acusado de fazer parte do Primeiro Comando da Capital (PCC). Ele já tinha sido preso em 2013 por policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) de Jundiaí, junto com outras 30 pessoas por lavagem de dinheiro do tráfico e das contas da facção criminosa. Balato tinha sido levado a julgamento no Fórum de Jundiaí junto com Gelson, Gelsinho e Marcola, pelo assassinato do PM Nelson Pinto e ataques no Dia das Mães de 2006.

O criminoso foi preso em um restaurante de Vinhedo. Ele não resistiu à prisão. Em sua casa os policiais localizaram grande quantidade de dinheiro, armas e munições.

Em 2013 a equipe da DISE de Jundiaí localizou na casa de Balato vários carros de luxo e as investigações apontavam que o PCC estava lavando dinheiro com loja de veículos. Quase 20 veículos foram apreendidos e 30 pessoas presas durante a operação dos policiais que investigavam o tráfico de drogas no Jardim São Camilo.

Balato foi preso com a sua BMW em restaurante na cidade de Vinhedo

Em sua casa policiais apreenderam R$ 24 mil em dinheiro, 92 munições de calibre 38.; 37 calibre .40;  9 no calibre 9mm é uma munição do calibre 762

%d blogueiros gostam disto: