CPFL anuncia doação de 500 geladeiras em Jundiaí

A CPFL Piratininga – que fornece energia elétrica para 184.570 mil clientes em Jundiaí – beneficiará 500 famílias de baixo poder aquisitivo, residentes na cidade, com a troca de geladeiras antigas por modelos mais eficientes. A iniciativa faz parte do projeto “Comunidades Eficientes”, que integra o Programa de Eficiência Energética da CPFL Piratininga, e cujo investimento corresponde a R$775 mil, conforme aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Com a presença de autoridades municipais e representantes da distribuidora, foram realizadas duas entregas simbólicas de geladeiras no bairro Jardim Novo Horizonte. A dona de casa, Susana Ferreira França, de 32 anos, foi uma das beneficiadas. “Fiquei muito contente com a troca, porque vai me ajudar a reduzir a conta de energia elétrica”, acredita a cliente.

A desempregada, Ingrid Cristina Amaral de Oliveira, de 22 anos, acredita que o eletrodoméstico chegou em boa hora. “Está difícil comprar uma geladeira nova e essa iniciativa da CPFL colabora também para diminuir o valor da fatura no final do mês”, afirma.

O prefeito municipal de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, agradeceu a iniciativa da distribuidora. “A CPFL cumpre com o seu papel social e isso nos deixa orgulhoso. O importante é fortalecer cada vez mais essa parceria. Além de beneficiar a população, o projeto deixa o município cada vez mais eficiente”, analisa Machado.

Benefícios e Resultados

De acordo com Luiz Carlos Lopes Júnior, gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia, o volume de energia elétrica economizado na aplicação desse tipo de iniciativa foi de 195 MWh/ano. “A título de ilustração, essa mesma quantidade de energia seria suficiente para abastecer por um ano cerca de 80 clientes residenciais, com consumo médio de 200 kWh mensais”, exemplifica.

O executivo comenta que a iniciativa também evitou a emissão de 244 toneladas de CO2, na região de Jundiaí. “Para efeito de comparação, essa quantidade de dióxido de carbono representa o mesmo que o plantio de 1.464 novas árvores. ”E acrescenta: “o projeto ajuda a reduzir os níveis de gases prejudiciais à atmosfera ao realizar o descarte adequado das geladeiras antigas, extraindo o CFC (clorofluorcarboneto)”.