Cresce procura para redução do monte de vênus

Considerada uma das regiões mais incômodas quando acumula gordura corporal, o monte de vênus entrou na mira das pessoas que recorrem à lipoaspiração. A redução das gorduras da área está entre as mais procuradas recentemente, de acordo com a cirurgiã Ivanoska Filgueira, da clínica Corposição e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Segundo a médica especialista, a redução do monte de vênus é considerada cirurgia plástica íntima e pode ser indicada para quem possui a região mais acentuada que o normal. “O monte de vênus está localizado acima do púbis e quando possui uma projeção muito elevada há um desconforto para a paciente, já que pode ser percebido até mesmo sob a roupa, causando constrangimentos”, explica.

Filgueira explica que, em alguns casos, as pacientes que escolhem fazer a lipoaspiração apenas na região abdominal acabam tendo de voltar à mesa de cirurgia para o novo procedimento, já que o monte acaba ficando ainda mais saliente. “No caso das minhas pacientes, já explico que a região é grande acumuladora de gordura e precisa, juntamente com outras regiões, passar por uma intervenção”, revela.

Com duração de aproximadamente 40 minutos, o procedimento pode ser realizado apenas com a anestesia local e sedação. “A cirurgia, na maioria dos casos, consiste em uma mini lipoaspiração na região, com pequenas incisões para que a cicatriz fique o mais discreta possível”, completa Ivanoska. Segundo ela, a alta hospitalar ocorre no mesmo dia e a paciente pode voltar ao trabalho em média de pelo menos três dias.

Para a recuperação da cirurgia, a cirurgiã Ivanoska Filgueira explica que, por ser um procedimento invasivo, pode haver inchaço e roxidão na região. “Mas tudo acaba desaparecendo até 15 dias”. Segundo a especialista, existe ainda a orientação de evitar as relações sexuais no período pós-cirúrgico, que pode durar até 21 dias.