Serra do Japi é monitorada 24 horas por dia

Os moradores de Jundiaí devem ter orgulho da Serra do Japi. O patrimônio histórico e reserva da biosfera é protegido graças ao monitoramento realizado 24 horas por dia por várias equipes da Guarda Municipal.

Esses homens são responsáveis pelo combate à incêndios, sobrevoos, treinamentos e cadastramentos de moradores, dentre outras atividades. Isso tudo sem contar os atendimentos criminais realizados durante os plantões, seja diurno ou noturno, como no caso da soltura de balões.

Em 2016 a Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí rodou com seus jipes quase 10 mil quilômetros entre trilhas, estradas de terras e rodovias. Tudo isso para preservar um dos maiores patrimônios de mata atlântica do Estado de São Paulo. Novas câmeras de monitoramento estão sendo instaladas para o acompanhamento de ocorrências envolvendo o Território de Gestão da Serra do Japi.

Com um efetivo formado por 35 guardas municipais, os agentes da Divisão Florestal tiveram muito trabalho no ano passado e conquistas também.

No ano de 2016 foram retiradas 60 pessoas que invadiram áreas de proteção do Território de Gestão da Serra do Japi. Todos foram qualificados, orientados e liberados em seguida.

Limpeza de Trilhas
Concomitante com as rondas, a GM teve ainda a companhia de funcionários da Secretaria de Serviços Públicos da Unidade 5 do Jardim Guanabara que realizaram a limpeza de trilhas retirando toneladas de lixo da Serra do Japi.

A Guarda Municipal também fez sobrevoos na mata, para avaliar possíveis focos de incêndio, com trabalhos preventivos.

Muita caça
Uma preocupação frequente nos patrulhamentos das equipes da Divisão Florestal são os caçadores. São pessoas que levam armadilhas para serem montadas na mata e foram flagrados por guardas municipais. Em um dos casos, um senhor de 85 anos foi surpreendido na Serra do Japi com toca, blusas, facão e uma espingarda calibre 32. O senhor confessou que iria passar algumas horas caçando em pleno Território de Gestão da Serra do Japi. Levado ao Plantão Policial, o homem pagou fiança de um salário mínimo e foi solto.

Dos 191,652 quilômetros quadrados de área tombada da Serra do Japi, 47% pertencem a Jundiaí. A Divisão Florestal da GM realiza rondas constantes 24 horas por dia em toda a área, fiscalizando e protegendo este que é um dos principais patrimônios de Jundiaí e do estado.

Texto e Fotos: Luciano Guerino