Psicóloga orienta pais na adaptação dos filhos na escola

Mais difícil do que escolher a escola ideal para os filhos é saber como auxiliá-los no período de adaptação. Muitos estão iniciando a vida escolar, outros precisam lidar com a transferência de outro colégio e o desafio de se inserir em uma turma já em andamento. O segredo está na parceria, ou seja: o envolvimento de escola, pais, funcionários e alunos.

A psicóloga Maria Isabel Gut, responsável pelo Serviço de Orientação Educacional (SOE) do Colégio Divino Salvador, afirma que é importante que a instituição tenha na sua pauta dos planejamentos a recepção dos novos alunos. “A ideia é que o aluno se sinta acolhido desde o primeiro dia de aula. Nós acompanhamos os alunos levando-os às suas classes. Esclarecemos as dúvidas e sempre nos colocamos à disposição em suas dificuldades”.

Ela garante que o estímulo dos outros alunos é essencial para esse período. “Convidamos os jovens que já são do Colégio para que auxiliem os novos em eventuais dúvidas, e que os acompanhem aos locais para que se integrem mais rapidamente e se sintam parte do grupo”.

Com os diferentes currículos escolares, é necessário que a instituição de ensino analise caso a caso os alunos que chegam de outros colégios. “O nosso método é sempre fazermos uma entrevista com pais e filhos para avaliar a origem do aluno e adequar a adaptação”, garante a psicóloga.

Para o coordenador do Ensino Médio, Evandro Grioles, o jovem estudante que está chegando deve estar de acordo com essa escolha dos pais. “A insegurança no início é normal, mas o aluno precisa estar envolvido com a escola. Os pais devem ter confiança no local escolhido e ter o mesmo discurso da instituição dentro de casa”.

Educação  Infantil –A parceria com os pais é essencial sempre, mas quando se trata da primeira escola de uma criança, os cuidados são redobrados.

É o que a coordenadora da Educação Infantil, Lia Mara dos Santos, relata. “O período de adaptação infantil no Colégio Divino Salvador é quando procuramos deixar a criança se sentir primeiramente inserida nesse novo ambiente”.

Os pais ficam na escola o tempo todo durante essa fase, para passar a segurança necessária aos filhos. “Os pequenos precisam entender que os pais vão voltar para buscá-los. As professoras e assistentes fazem uma relação uma um: uma criança para cada profissional, criando um laço importante”, ressalta a coordenadora.

Durante a adaptação é importante passar segurança e mostrar que esse processo é natural. “É preciso construir confiança entre pais, alunos e colégio”, finaliza Lia Mara.

 

%d blogueiros gostam disto: